quinta-feira, junho 21, 2007

Salão Erótico de Lisboa.


Lisboa, 21 Junho - O Salão Erótico de Lisboa começa hoje com novidades em relação às edições anteriores, entre elas uma "Área Feminina", onde as mulheres podem aprender dança do varão, conhecer as novidades em produtos eróticos ou assistir a sessões contínuas de striptease masculino.
Evocando as tradicionais reuniões de tupperwares, o Salão Iinternacional Erótico de Lisboa vai dedicar um espaço exclusivo às mulheres portuguesas, que poderão participar no "Tuppersex" para conhecer as últimas novidades em produtos eróticos, pela mão de um sexólogo.
A ideia de criar uma "Área Feminina" surgiu porque as portuguesas aderem mais a grandes eventos eróticos do que as espanholas, enquanto os homens lusos são mais "caladitos" e "respeitadores", revelaram responsáveis e participantes do Salão.
Contrariando a ideia de que os portugueses são um povo conservador, a presença feminina nas duas últimas edições do Salão Internacional Erótico de Lisboa (SIEL) superou a percentagem de mulheres presentes no homólogo festival de Barcelona.
"Há mais mulheres a visitarem o salão de Lisboa do que o de Barcelona. Entre 30 a 35 por cento do público português é feminino. A maioria vem acompanhada pelos parceiros, mas também há muitos grupos de amigas", afirmou Juli Simón, director do evento, que se realiza pela terceira vez em Lisboa entre os dias 21 e 24 de Junho.
Outra das inovações da edição deste ano é a realização de um filme para adultos in loco: no Estúdio X, os visitantes podem assistir a todo o processo de realização de uma película erótica.
A preparação técnica de cenários e câmaras e a forma como se preparam os actores antes de entrar em cena, nomeadamente como estudam os papéis, são algumas das fases de realização que podem ser vistas num dos vários plateau que serão montados no local.
Mas a animação também vai acontecer nos outros nove palcos do SIEL, onde são esperadas quase uma centena de artistas, entre as quais a actriz erótica espanhola Anastacia Mayo ou a dominadora alemã Mistress Basia.
Vencedora do prémio de melhor actriz espanhola no Festival de Bruxelas de 2004 e de "Ninfa a la Mejor Starlette" em Barcelona, Anastacia Mayo fará este ano uma sessão de streaptease que será abrilhantada por dois bailarinos brasileiros, acrobacias e muito fogo.
Presença assídua em festivais eróticos, Anastacia diz que os homens portugueses são mais "caladitos" e mais "respeitadores" que os espanhóis.
Mistress Masia é outra das estrelas do mundo porno que estará em Lisboa para mostrar a sua mestria na arte de treinar submissos de todo o mundo.
Segundo os responsáveis pelo evento, a alemã é uma "expert" nas técnicas sado-masoquistas, com especial vocação para práticas como o caning (enlatamento), spanking e humilhação.
O mito do cinema erótico Cicciolina é outra das estrelas estrangeiras convidadas para a III edição do SIEL.
Assim, ao longo dos quatro dias, os visitantes terão a oportunidade de ver de perto, em actuações contínuas, os melhores actores, actrizes e strippers da actualidade.
A Área de Swingers, o Club Bizarre e o Restaurante Erótico, onde serão servidas receitas e cocktails eróticos, são outras das atracções do salão, que este ano destaca pela primeira vez o Cinema Português.
"Vai decorrer um ciclo de cinema erótico português, com a apresentação de sete películas representativas do que se fez em Portugal nos últimos 60 anos", disse Juli Simón, explicando que o filme português dos anos 40 é uma comédia erótica.

Agência Lusa

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial