quarta-feira, janeiro 10, 2007

Quando não há greve no metro de Lisboa…

É que eles se divertem a passar o CD da Obra completa de Kate Bush versão Strings Fatelas, vezes sem conta, todos os dias, e sempre à mesma hora.Todos os dias quando chego ao Campo Grande por volta das 8h30 da manhã, adivinhem lá o que é que está a passar no som ambiente?Fico ali a andar de um lado para outro a tentar colocar-me num local onde apanhe menos som, mas não há para onde fugir. Já não tenho unhas para roer, já mal consigo pensar.Quase que os consigo ver, aqueles “monstros”, fechados nas suas salas escuras a olhar para nós através das imagens reflectidas pelas câmaras de segurança, e lá estão eles a rir, a esfregar as mãos e o pior que tudo! A comentar os nossos gestos, a nossa maneira de vestir, entre outras coisas menos próprias…..E "Esta porra de Metro que nunca mais chega!?"

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial